23.3.11

Subjetividade x Objetividade

Quantas vezes não ouvimos: "Ah, isso é subjetivo. Depende de cada um."?! A partir dessa comum frase podemos explorar, de uma forma bem clara, o conceito de subjetividade. Em vias objetivas (perdoem o trocadilho), subjetividade é aquilo que existente no sujeito; individual, pessoal, particular. E subjetivar, o que é? ou indo mais além: o que é e como subjetivar a objetividade? Qualquer pessoa pode pensar: "Agora complicou tudo"! Mas não. Vamos entender isso bem agora.
Subjetivar a objetividade é trazer aquilo que é objetivo para o seu campo pessoal, para os seus pensamentos e consequentemente para a sua interpretação. De forma mais clara, objetividade vem daquilo que é objetivo, aquilo que é real. Então subjetivar a objetividade é trazer para o seu campo possoal de idéias aquilo que é real, que é válido para todos, e não apenas para um indivíduo. Quando uma banda toca uma música, é objetivo que o efeito sonoro que ela emite é recebido pelos nossos ouvidos, porém é subjetivo que ela traga "paz ao coração".
Objetivo, como vimos um pouco acima, é aquilo que é real, válidos para todos os indivíduos, e não apenas pra um. Partindo dessa premissa, o efeito de objetivar a subjetividade significa tornar real, tornar concreto aquilo que é válido apenas para um indivíduo, o pensamento ou idéia de uma pessoa. Um homem que acredita que as empresas crescem se seus funcionários trabalharem motivados, é um pensamento subjetivo. Mas se ele conseguir motivar os funcionários e provar isso na prática, torna-se algo objetivo, real, visível e válido para todos.

3 comentários:

Débora disse...

De fato, a maioria das objetividades são subjetivas, muda de pessoa pra pessoa.(rs)

Carlos Segundo disse...

Estou cursando Letras - Língua Portuguesa na UERN e estudei isso no semestre passado, lógico que voltado para um sentido mais gramatical. Mas em resumo, é a mesma coisa. Belo blog, gostei dos textos.

Prof. Luciana Nepomuceno disse...

Uma boa aproximação do conceito, especialmente o exemplo, ficou claro e compreensível como introdução ao tema.